Demophobia: Guitarrista relembra um ano de EP e declara: "Esperamos o dia em que nossas letras sejam datadas"
22/05/2020 19:48 em Novidades

Com o lançamento do EP “Moinhos de Gastar Gente” em abril de 2019, a banda DEMOPHOBIA, oriunda do ABC Paulista, completou o primeiro ciclo de sua jornada iniciada um ano antes, com Rafael Vieira (vocal), Paulo Vitor (guitarra), João Medeiros (baixo) e Arthur Henrique (bateria). O primeiro ano de atividades serviu para o grupo criar sua identidade lírica e sonora, com influências que vão do Punk Rock até o Metal Extremo, sem distinções e distribuídas sem parcimônias no EP. E para relembrar e comemorar este período de um ano do lançamento de “Moinhos de Gastar Gente”, o guitarrista Paulo Vitor reforça a busca da banda por letras significativas, expondo as ideias de forma clara e objetiva: “A banda tem um caráter de expressão das angustias que sentimos, sobretudo em relação aos problemas estruturais do nosso país e do sistema. Nossa proposta é mais política e social, abordando temas que nos cercam e que tenham algum sentindo para as pessoas. Estamos passando por mais um período conturbado no Brasil e o que fazemos é trazer um pouco dessa realidade para dentro de nossa música”. 

 

Com produção de Victor Próspero, “Moinhos de Gastar Gente” foi gravado no Estúdio Toca do Chico Preto, em São Bernardo do Campo/SP, e conta ainda com a capa assinada por João Medeiros. As quatro faixas trazem à tona problemas cotidianos dos brasileiros, envoltos em uma sonoridade pesada e agressiva. “Moinho Satânico”, “Negação”, “Mercado Parasita” e “Ficção em Horário Nobre” irão impactar diretamente o público. Conforme ressalta o guitarrista Paulo Vitor, “Gostaríamos que fosse um disco que falasse do passado, mas a máquina de moer gente está aí, intacta e querendo mais sangue em meio a pandemia global. Esperamos o dia em que, infelizmente, nossas letras sejam datadas”. Um dos destaques do EP é a faixa “Ficção em Horário Nobre”, lançada também em formato de lyric video, com a imagem e a declaração do ex-âncora Cid Moreira na abertura. Em entrevista para o Raro Zine, a banda explicou melhor a proposta: “O lyric vídeo começou com a ideia de promovermos melhor alguma das músicas, mesmo antes do EP ser lançado. Acabamos optando que deveria ser “Ficção em Horário Nobre”, pois além do recado direto contra a mídia de massa, temos na cena de introdução a leitura do direito de resposta de Leonel Brizola, realizada por Cid Moreira contra as calúnias, difamações e manipulação da opinião pública difundidas amplamente pela TV Globo. Achamos que traria uma imagem muito forte para complementar a música e o vídeo". Em linhas gerais, o trabalho todo foi desenvolvido pela banda com a edição do guitarrista Paulo Vitor.

 

Assista ao lyric video:

https://www.youtube.com/watch?v=thyu91ViLgM

 

O último lançamento da banda, o single “Modus Operandi”, saiu em março e segue a linha praticada no primeiro EP, demonstrando com um profundo desespero, como operam-se as engrenagens do sistema em detrimento dos direitos do povo. Embora os músicos lamentem o cancelamento dos shows que fariam no período entre março e maio e dos demais shows que seriam agendados, destacam que o momento agora é de cautela e cuidado. Um novo EP já está sendo planejado e promete uma nova dose de agressividade e críticas socais, bem ao seu estilo.

 

Confira o single “Modus Operandi” no Spotify:

https://open.spotify.com/artist/3tu6wApU3CRvIo0dvPuoQg

 

Contatos:

Facebook: www.facebook.com/demophobia.band

Instagram: www.instagram.com/demophobiaband

Bandcamp: http://demophobia.bandcamp.com

Assessoria de Imprensa: www.wargodspress.com.br

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!